Conferencia Interamericana de Educación Matemática, XV Conferencia Interamericana de Educación Matemática

Por defecto: 
O trabalho matemático e o autismo temático institucional
Silvia Teresinha Frizzarini, Claudete Cargnin, Cristiane Schlagenhaufer

Construir: Bloque 12
Sala: 204
Fecha: 2019-05-07 03:00  – 03:20
Última modificación: 2019-04-15

Resumen


O objetivo deste trabalho é discutir as características do trabalho matemático que se constituem nas instituições durante o processo de inclusão de alunos com Transtorno do Espectro Autista - TEA. Para atingir esse objetivo, a metodologia utilizada foi de cunho qualitativo com a realização de pesquisas bibliográficas desenvolvidas a partir de materiais já elaborados e, principalmente, de livros e artigos científicos que permitirão fazer análises de práticas inclusivas realizadas numa pesquisa cooperativa em andamento entre duas Universidades do Estado do Paraná e de Santa Catarina - Brasil. A teoria utilizada foi Teoria Antropológica do Didático (TAD) de Chevallard que permitiu analisar o trabalho matemático nesse processo de inclusão. Concluímos que nem todo o déficit, tanto institucional quanto da pessoa com TEA, devem ser compensados, pois as particularidades de processamento especializado e em detalhes é o que garante a diferença de ser, onde surgem muitos talentos e habilidades especiais.


Palabras clave


Educação Matemática; Inclusão; Transtorno do Espectro Autista; Autismo Institucional; Teoria Antropológica do Didático.