Marshall Stone

Menssagem de erro

Deprecated function: The each() function is deprecated. This message will be suppressed on further calls em menu_set_active_trail() (linha 2386 de /home/admciaemredumate/public_html/ciaem/includes/menu.inc).

por Angel Ruiz

Não  ficaria completa esta descrição sem ressaltar a figura do professor Marshall Stone, que foi o motor da criação do CIAEM.

Marshall Harvey Stone nasceu  em Nova York em 8 de abril de 1903. Aos 16 anos entrou em Harvard e se graduou summa cum laude en 1922. Antes de ser professor de Harvard entre 1933 e 1946, foi professor em Columbia (1925-1927), Harvard (1929-1931), Yale (1931-1933) e Stanford no verão de 1933. Ainda que graduado e professor em Harvard University, se cononhe mais por ter convertido o Departamento de Matemática da University of Chicago -como seu Diretor- em um dos principais centros matemáticos do mundo, o que logrou com a contratação dos famosos matemáticos Andre Weil, S. S. Chern, Antoni Zygmund, Saunders Mac Lane y Adrian Albert[i].Também foram contratados nessa época: Paul Halmos, Irving Seal y Edwin Spanier[ii]. Para Saunders Mac Lane, o Departamento de Matemática que constituiu Stone em Chicago foi no seu momento “sem dúvida o departamento de matemática líder no país”[iii],e provavelmente, deveríamos dizer do mundo.

Os méritos científicos de Stone foram muitos. Quando chegou a Chicago em 1946, por recomendação de John von Neumann o presidente da Universidade de Chicago, já havia realizado importantes trabalhos em várias áreas da matemática, por exemplo: na teoría espectral de operadores autoadjuntos em espaços de Hilbert e nas propriedades algébricas de álgebras booleanas no estudo de anéis de funções contínuas. É conhecido pelo famoso teorema de Stone Weierstrass, assim como la compactificación de Stone Cech. Seu livro mais influente foi Linear Transformations in Hilbert Space and their Application to Analysis. Foi eleito membro da National Academy of Sciences dos Estados Unidos em 1938, quando só tinha 35 anos. Foi Presidente da American Mathematical Society em 1943-1944.

Ainda que existia formalmente uma International Mathematical Union desde princípios do século, Stone a renovou recriando-a realmente em uma assembléia em Roma em 1952. Stone foi o primeiro presidente da nova União entre 1952 y 1954. Foi membro da International Comission on Mathematical Instruction entre 1959 y 1962 e da International Comissions on Teaching of Science en la International Council of Scientific Unions (ICSU).

Stone tinha uma forte personalidade e tinha um extraordinário carisma que lhe permitiu alcançar seus objetivos na Universidade de Chicago e, também, exercer uma poderosa influência na comunidade matemática internacional.

Debe-se mencionar, especialmente, que Stone tinha uma grande simpatia pela América Latina, diretamente beneficiou a muitos estudantes latinoamericanos que faziam seu caminho no mundo da matemática norteamericanas (entre eles, o Prof. José Joaquín Trejos Fernández, que foi Presidente da República de Costa Rica entre 1966 y 1970)[iv]. A melhor mostra de seu apreço  pela região latinoamericana é, sem dúvida, ele ter se envuelto tão decisivamente na construção e permanência do CIAEM durante tantos anos (seu presidente entre 1961 até 1972).

Por último, debe-se assinalar que o Prof. Stone esteve muito influenciado pelas ideias de investigação e ensino do grupo Bourbaki[v]. Adotou muitas das orientações deste grupo na fundamentação axiomática e abstrta da Matemática e da Educação Matemática. Uma prova da estreita relação entre Stone e o grupo Bourbaki foi a preseça em Chicago de Andre Weil, que foi durante muitos anos a figura dominante do grupo e um dos mais brilhantes investigadores matemáticos de seu momento. Weil esteve em Chicago entre 1947 e 1958.

A ampla relevancia do Dr. Stone na comunidade matemática mundial explica o apoio internacional que obteve para o CIAEM no inicio.

Em 1983 o Presidente Reagan lhe outorgou a honra científica mais importante em seu país: a Medalha Nacional de Ciência por sua síntese de análise, álgebra e topologia.

Em 8 de janeiro de 1989, em Madras, India, o Professor Stone morreu. Sua impronta nas matemáticas do mundo foi ampla e profunda, mas também, devemos destacar que foi de uma maneira muito especial na América Latina.

O CIAEM e os professores de matemática desta região nunca poderemos deixar de lembrar e reconhecer o valioso apoio, tão franco e desinteressado, que teve o profesor Stone para o desenvolvimento de nossas disciplinas.

[i] Podemos observer no artigo de Felix Browder: "The Stone age of Mathematics on the Midway", no livro editado por Peter Duren: A century of Mathematics in America (Vol. II). Providence, Rhode Island: AMS, 1989.

[ii] Cf. Mac Lane, Saunders, “Mathematics at the University of Chicago. A brief story”, no livro editado por Peter Duren: A century of Mathematics in America (Vol. II). Providence, Rhode Island: AMS, 1989.

[iii] A “era Stone” del Departmento Mac Lane la coloca entre 1946 e 1960, mesmo que Stone havia deixado de ser o Diretor em 1952. Mac Lane sucedeu a Stone até 1958, seguido as atividades similares que havia estabelecido Stone quando estaba no Departamento.

[iv] O Departamento oferecia bolsas aos estudantes: entre 1948 e 1960, se graduaron 114 Ph.d.s como estudantes com bolsas. Entre eles o famoso matemático argentino A. P. Calderón.

[v] Cfr. Browder en Ob. cit.